sábado, 28 de abril de 2018

Aula de Desenvolvimento de Software

Montei o cronograma, apresentamos a proposta, montamos a turma e foi um sucesso.


Gusteau no filme "Ratatouille" dizia: Qualquer um pode cozinhar. Eu digo: Qualquer um pode programar... E foi com base nessa crença que planejei, montei um cronograma e abrimos a oportunidade para que qualquer pessoa na empresa, pudesse se inscrever para participar do treinamento de desenvolvimento de software com C# .Net.

É de conhecimento de muitos que tenho buscado uma oportunidade para colocar em pratica um projeto social para dar aulas de programação para crianças (a partir dos 12 anos +-), porém estamos no Brasil e nem todo mundo tem interesse em apoiar um projeto sem fins lucrativos. Um projeto que o objetivo é apenas ensinar por ensinar.

Expondo esse meu interesse, a empresa onde trabalho resolveu organizar um projeto para aplicarmos isso internamente. Sem nenhum objetivo, apenas para dar oportunidade para pessoas de áreas totalmente aleatórias, de conhecerem e praticarem programação de software.

O projeto

A primeira etapa do projeto, foi montar um cronograma. Eu já tinha um montado para o projeto das escolas, mas precisava adaptar pois não iria mais ensinar crianças de 12 anos, mas sim profissionais de áreas diversas (e foram diversas mesmo rsrs). Basicamente retirei exemplos onde utilizo jogos como MineCraft, Roblox e outros para explicar sobre comunicação entre cliente e servidor, ou apps como WhatsApp e Facebook para explicar estruturas básicas destes softwares, como também removi alguns pontos onde demonstro e sugiro jogos para praticar programação como o Code Combat. Filtrei um pouco o conteúdo e inclui algumas instruções sobre como e porque debugar, e obviamente, usei os softwares da empresa como ferramentas para explicar estrutura, arquitetura e decisões tomadas com base no que negócio (bem como a influência do negócio no produto final).

Caso tenha interesse em aplicar esse projeto na sua empresa, fica ai um exemplo do cronograma base que utilizei: link do google drive


Ok, mas como foram as aulas?

Busquei usar o cronograma como base e eu aumentava ou diminuía a complexidade de acordo com o avanço dos alunos. Passamos por conceitos, esclarecimento de dúvidas, até chegar ao Html, Css, Javascript e concluir com C# usando o padrão MVC do .Net framework MVC. As aulas não foram code, code, code... Para ter uma ideia, eles sabem o que é MVC, o que é um Framework, um servidor web. Eles sabem que a aplicação no servidor entrega um código HTML para ser renderizado no browser (eles sabem o que é renderizado rsrs). Busquei explicar todas essas siglas e nomenclaturas que para nós que somos de desenvolvimento de software é algo tão comum como colocar a roupa depois de sair do banho. O resultado foi satisfatório. No final, entreguei na mão deles classes e views fora de um projeto (dentro de um arquivo rar) e eles tiveram de criar um projeto usando Visual Studio 2017 (empty + MVC - expliquei que NUNCA devem usar o template MVC por montar um projeto com muita coisa que provavelmente não usaremos. Então usar um projeto em branco e configurar tudo foi a abordagem que usaram, e fizeram isso perfeitamente bem). O modelo do projeto utilizado eu disponibilizei no GitHub

Obviamente eu não iria apenas entregar classes para que eles montassem um projeto. Isso seria simples. Eu entreguei classes com diversos erros e bugs. Então, além de construírem o projeto, eles tiveram de tratar os bugs, debugar, ler o stacktrace, identificar onde estava o problema e corrigir. E sinceramente, eu fiquei impressionado com o resultado. Se não me engano foram 12 horas de curso. Conseguimos um resultado muito bacana. A cada aula eu buscava entregar dicas no grupo de e-mail que criamos, matérias para que eles pudemos compreender mais o que discutimos naquela aula. E no final, enviei alguns cursos gratuitos para que eles seguissem com os estudos.

O Code School tem algumas opções interessantes para auxiliar quem está iniciando. E obviamente o queridinho de todos, o Udemy.

No LinkedIn é possível ver um pedacinho do que rolou por lá.



Então é isso. Termino por aqui reforçando o que falei no início desta postagem: Qualquer um pode programar!.

Bônus: Ah, de quebra arrecadamos doações para a APAE de São Caetano do Sul :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário